​Produtos de época estimulam compras em supermercados

De acordo com a Associação Paulista de Supermercados (Apas), a expectativa é de crescimento de 10% nas vendas gerais entre junho e julho, ante igual período do ano passado, só por causa das festas juninas. Já a comercialização de itens específicos, como milho de pipoca, canjica, amendoim, quentão, vinho e pinhão, deve superar de 20% a 30% o resultado dos mesmos meses em 2011. A  procura por esses produtos sazonais também contribui para o aumento da circulação de pessoas  nas lojas, o que acaba por estimular as compras.

No Grupo Pão de Açúcar, por exemplo, as lojas das bandeiras Pão de Açúcar e Extra esperam elevação de 70% nas vendas em geral, motivadas pelos arraiais.  No caso da paçoca e do pé de moleque, as vendas poderão crescer 12% sobre os resultados obtidos em 2011. As variedades de milho de pipoca  devem crescer 5%. Já as vendas de cervejas e queijos devem crescer 70% e 15%, respectivamente.

No caso dos doces, as indústrias especializadas esperam aumento de consumo da ordem de 20% a 25% em todo o País e elevam sua produção para atender esta demanda. Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Chocolate, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab), a produção atingiu 45,4 mil toneladas em 2011, volume 2% maior que o do ano anterior.

A Yoki Alimentos, por exemplo, lançou recentemente os sabores groselha e cobertura de chocolate para a  pipoca de microondas, dentre um universo de 15 sabores diferentes. Outra novidade é o pó para sorvete de milho verde em embalagens de 150 gramas.

A Santa Helena Alimentos, indústria com duas unidades produtivas no interior paulista,  também se preparou para atender a demanda para as festas juninas, que representa 28% de suas vendas. A expectativa é de aumento de 20% na comercialização dos itens fabricados à base de amendoim frente ao mesmo período do ano passado. Além dos doces tradicionais, ela oferece uma linha de snacks salgados, que também são consumidos nesta época do ano.

Segundo a Nielsen, empresa de pesquisas, as vendas de pipocas para microondas registraram aumento de 9,4% em valor real de dezembro de 2010 a novembro de 2011. Em quilos, a comercialização apresentou alta de 3,4% no mesmo período.

Detalhes: Escrito por Paula Cunha – Diário do Comercio