Cursos para a clientela, nova estratégia dos varejistas.​

 

Para fixar e ampliar a imagem no mercado, estabelecer vínculos mais profundos com o cliente e fidelizá-los e naturalmente, atrair mais gente às lojas, alguns varejistas estão oferecendo cursos aos consumidores, relacionados ao ramo onde atuam. A resposta, segundo os empresários que adotam a estratégia tem sido positiva.

A Livraria Cultura, por exemplo, está bem adiantada nessa atividade: criou um espaço específico, batizado de “Cultura em Curso” para desenvolver temas – tanto os sugeridos por clientes quanto os elaborados por uma equipe especialmente formada para a tarefa. Ele é considerado uma evolução natural do campo de atuação do grupo, que já oferece bens culturais como livros, CDs e DVDs. Hamilton Correa, diretor geral do projeto conta que a iniciativa foi colocada em prática em diversas lojas, mas a decisão de criar uma unidade para cuidar os cursos foi tomada quando foi adquirido um espaço específico para isso no shopping Iguatemi, na capital paulista.

De acordo com Correa, antes da criação do espaço no Iguatemi foram realizados de 20 a 25 cursos nos teatros das outras unidades em São Paulo e eles podem continuar acontecendo nelas conforme a demanda. Os primeiros foram destinados ao público interno –funcionários e colaboradores –, depois para convidados e em seguida para o público em geral.

Os participantes sugerem temas e os mais abordados são de cinema, literatura, filosofia e história. Correa ressalta que as sugestões da equipe de atendimento também serão importantes, pois ela está em contato direto com os clientes e sabe detectar quando existe crescimento de demanda por determinados conteúdos.

A Cultura, por enquanto, não se preocupa com retorno financeiro dos cursos. Neste estágio inicial o objetivo é tornar a iniciativa viável. "É ela mesma quem nos mostrará o caminho a seguir para alcançar sustentabilidade", diz Correa. Atualmente, os preços dos cursos variam de R$ 130 a R$ 135 por aula; podem custar um pouco se houver necessidade de tradução simultânea ou de utilização de material adicional – como ocorre nos de gastronomia. Os clientes que fazem parte do projeto Mais Cultura, que estabelece uma pontuação a cada compra realizada, também recebem mais pontos ao participar dos cursos.

Na construção – Atuando no segmento de materiais de construção, a C&C Casa e Construção também decidiu oferecer cursos de decoração e reforma à clientela, tanto para manter o bom relacionamento quanto para conseguir mais retorno de vendas. Os cursos são práticos e gratuitos e por enquanto são ministrados nas lojas da rede nos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro.

A ideia de criá-los surgiu quando a C&C notou a demanda por informações em um espaço de seu site, no qual engenheiros e técnicos respondem dúvidas e perguntas sobre reformas e manutenção da casa. Esse espaço recebe diariamente cerca de sete perguntas, diz a coordenadora de Serviços Técnicos, Tânia Borba de Lima e, por isso, o programa é permanente.

Entre os temas mais abordados destacam-se impermeabilização, técnicas de revestimento, pequenas reformas e, mais recentemente, técnicas voltadas para a sustentabilidade, como uso de materiais de maior durabilidade e com possibilidade de reciclagem, como as técnicas de decoração de garrafas pet com barbante e lã, por exemplo.

Jefferson Fernandes, diretor de marketing, explica que a equipe técnica orienta os clientes em suas dúvidas durante a realização cós cursos e recomenda o material adequado. Se o aluno tiver alguma dificuldade, a rede indica profissionais que podem realizar diversos tipos de serviços. O executivo ressalta que o objetivo é fazer com que o cliente ao participar do curso passe a visitar as lojas com mais frequência para adquirir material. Por isso, ele não divulga os custos com essas atividades e as considera uma estratégia importante para estreitar o relacionamento com a clientela.

As vagas oferecidas em cada curso variam de acordo com o interesse e o espaço físico disponível na unidade em que será realizado. O objetivo do grupo é estender a oferta dos cursos todas as unidades da rede, incluindo a do Espírito Santo, outro estado onde a rede atua. Para isso, a C&C procura profissionais de diversas áreas e a expectativa é de oferecer mais opções nos próximos meses.

Fonte: Diário do Comércio